Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Para mais informações clique aqui.

Bom dia!

dia 16:

É preciso perder, para depois se ganhar. E mesmo sem ver, acreditar!

 

Mariza
Esta Semana: Caminha com esperança

Semeia a Esperança

Tens em mão a semente,

A essência daquilo que podes criar.

Que comece o trabalho, acompanha-a de perto,

Tudo vai dar certo, ela vai germinar.

É que nos teus olhos vive a luz,

E nos teus sonhos é Jesus

Quem faz de tudo por nascer

Para dar vida ao mundo, dar cor e futuro,

Dar corda e pôr tudo a mexer.

Semeia a esperança e colhe alegria,

Que ao mundo já sobra tristeza.

Faz do teu sorriso semente de vida,

Verdade, bondade e beleza.

MarCha Portugal ? Hino 2013/2014
Este Mês: O que é que te move?

(...) Na vida, há uma paralisia muito perigosa e, muitas vezes, difícil de identificar e que nos custa muito reconhecer. Gosto de a chamar a paralisia que brota quando se confunde a felicidade com um sofá! Sim, julgar que, para ser felizes, temos necessidade de um bom sofá. Um sofá que nos ajude a estar cómodos, tranquilos, bem seguros. Um sofá como os que existem agora, modernos, incluindo massagens para dormir – que nos garanta horas de tranquilidade para mergulharmos no mundo dos videojogos e passar horas diante do computador. Um sofá contra todo o tipo de dores e medos. Um sofá que nos faça estar fechados em casa, sem nos cansarmos nem nos preocuparmos. Provavelmente, o sofá-felicidade é a paralisia silenciosa que mais nos pode arruinar; porque pouco a pouco, sem nos darmos conta, encontramo-nos adormecidos, encontramo-nos pasmados e entontecidos enquanto outros – talvez os mais vivos, mas não os melhores – decidem o futuro por nós. Certamente, para muitos, é mais fácil e vantajoso ter jovens pasmados e entontecidos que confundem a felicidade com um sofá; para muitos, isto é mais conveniente do que ter jovens vigilantes, desejosos de responder ao sonho de Deus e a todas as aspirações do coração.Queridos jovens!

Mas a verdade é outra! Queridos jovens, não viemos ao mundo para “vegetar”, para transcorrer comodamente os dias, para fazer da vida um sofá que nos adormeça; pelo contrário, viemos com outra finalidade, para deixar uma marca. É muito triste passar pela vida sem deixar uma marca. Mas, quando escolhemos a comodidade, confundindo felicidade com consumo, então o preço que pagamos é muito, mas muito caro: perdemos a liberdade.

 

Papa Francisco
Gestão de Ensino: E-Schooling Server Portal SIGE3 Moodle Intranet Webmail Secretaria Virtual