Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. + sobre cookies

Maristas

São Marcelino Champagnat

São Marcelino Champagnat

Marcelino Champagnat nasce a 20 de Maio de 1789, em Marlhes, aldeia de montanha da França. A Revolução acaba de estourar. Ele é o nono filho de uma família cristã. Sua mãe e sua tia religiosa, expulsa do convento, despertam nele fé sólida e profunda devoção a Maria. Seu pai, agricultor e comerciante, possui instrução acima da média. Transmite a Marcelino a habilidade para os trabalhos manuais, o gosto pelo trabalho, o senso das responsabilidades e a abertura às ideias novas.

Quando Marcelino tem 14 anos, um padre o visita e lhe faz descobrir que Deus o chama à vocação sacerdotal. Os anos difíceis do Seminário Menor de Verrières (1805-1813) são para ele uma etapa de verdadeiro crescimento humano e espiritual.

No dia seguinte de sua ordenação (a 22 de Julho de 1816), com um grupo de colegas sacerdotes vai consagrar-se a Maria, no santuário de Nossa Senhora de Fourvière.

Marcelino é enviado como coadjutor na paróquia de La Valla. A visita aos doentes, a catequese das crianças, o atendimento aos pobres, o acompanhamento da vida cristã das famílias, são as actividades do seu ministério. A assistência a um adolescente de 17 anos, às portas da morte e sem conhecer Deus, o perturba profundamente, impelindo-o a executar logo o seu projecto.

A 2 de Janeiro de 1817, apenas a 6 meses de sua chegada a La Valla, Marcelino, o jovem coadjutor de 27 anos, reúne seus dois primeiros discípulos: a Congregação dos Pequenos Irmãos de Maria, ou Irmãos Maristas, nasce.

Marcelino forma seus Irmãos, preparando-os para a missão de professores, de catequistas, de educadores dos jovens.

As dificuldades são numerosas. O clero em geral não compreende o projecto desse jovem padre inexperiente e sem recursos. Mas as populações rurais não cessam de pedir Irmãos para garantir a instrução cristã das crianças.

Marcelino e seus Irmãos constroem uma sua nova casa para abrigar mais de cem pessoas e que levará o nome de "Nossa Senhora de l'Hermitage ".

Bem consciente de suas limitações, conta apenas com Deus e a protecção de Maria, a "Boa Mãe". Sua grande humildade, seu senso profundo da presença de Deus, fazem-lhe superar, com muita paz interior, as numerosas provações.

Marcelino inculca a seus discípulos o respeito, o amor às crianças, a atenção aos mais pobres. A presença prolongada entre os jovens, a simplicidade, o

espírito de família, o amor ao trabalho, o amor Maria, a "Boa Mãe", são os pontos principais da sua acção educativa.

A doença prevalece sobre sua robusta constituição. Esgotado pelo trabalho, morre aos 51 anos de idade, a 6 de Junho de 1840, deixando aos seus Irmãos esta mensagem: "Que haja entre vocês um só coração e um só espírito! Que se possa dizer dos Irmãozinhos de Maria como dos primeiros cristãos: Vejam como eles se amam".

 

Datas Importantes:

· 1789 – 20 de Maio: nascimento de Marcelino Champagnat.

· 1805 – Ingressa no Seminário Menor de Verrières (França).

· 1813 – Ingressa no Seminário Maior de Lyon (França).

· 1816 – 22 de Julho: é ordenado sacerdote. No dia seguinte 12 seminaristas prometem à Nossa Senhora de Fourvière de criar a Sociedade de Maria.

· 1817 – 2 de Janeiro: instala os dois primeiros postulantes maristas numa casa de La Valla, França.

· 1824 – 13 de Maio: bênção da pedra fundamental para a construção do Eremitério.

· 1825 – Os Irmãos Maristas de Marcelino instalam-se no Eremitério, esgotado pelas visitas às escolas fica doente.

· 1833 – Marcelino conta com 82 Irmãos que ensinam em 19 escolas para 2000 alunos. 22 postulantes recebem o hábito religioso.

· 1839 – Devido a doença e fraqueza física, é eleito o Irmão Francisco Rivat como sucessor de Marcelino Champagnat no Superior do Instituto dos Irmãos.

· 1840 – 6 de Junho: Marcelino morre no Erimitério.

· 1999 – canonização pelo Papa João Paulo II.