Colégio Marista de Carcavelos

Quem somos

8 de outubro de 1965 

Concretiza-se o projeto. O Colégio Marista de Carcavelos torna-se uma realidade.

Nos três primeiros anos, o Ministério da Educação (M.E.N.) autoriza o funcionamento do Colégio a título provisório. Em 23 de outubro de 1969,  pelo despacho ministerial nº 1901, foi concedido o Alvará à Congregação Marista para o funcionamento de um estabelecimento de ensino particular, denominado Colégio Marista de Carcavelos, com lotação máxima de 768 alunos, dos quais 240 poderiam ser internos. Atualmente o colégio funciona em regime de paralelismo pedagógico.

Durante os primeiros anos acolheu somente alunos do sexo masculino. Foi no ano letivo de 1971/72 que o colégio abriu as suas portas ao sexo feminino.

A escassez de escolas públicas na zona, na explosão de acesso à educação que se acentuou com o 25 de abril, conduziu à celebração de um acordo de cedência de cerca de dois terços das instalações do colégio para a nascente Escola Secundária de Carcavelos. Esta situação durou de 1978 a 1986. A recuperação total das instalações criou condições físicas para um crescimento acentuado dos alunos. Rapidamente ultrapassou a barreira dos mil alunos até atingir atualmente mais de mil e seiscentos.